domingo, 25 de dezembro de 2011

Fina corrente



Certo dia um homem foi a um circo e viu muitos animais e alguns muitos poderosos e ferozes.
Observou que todos estes animais poderosos eram mantidos dentro das jaulas, todos, menos o elefante.
O elefante parecia provavelmente o mais poderoso e forte de todos.
Mas a única coisa que o segurava era uma pequena e fina corrente ao redor de uma perna presa ao chão.
O homem queria saber porque o elefante não tentou livrar-se da amarra no chão.
Ele observou o domador que estava cuidando dos animais e lhe fez a seguinte pergunta:
- Porque este elefante poderoso não tenta livrar-se desta pequena corrente?
O homem que cuidava do elefante apenas riu-se e disse:
- A muitos anos este elefante era pequeno e não tão forte como é agora, ele tentou muitas vezes livrar-se da corrente mas não era capaz.
Finalmente ele desistiu e nunca mais tentou.
Ele não sabe que com o tempo ele ficou grande e muito forte.
Ele apenas pensa:
Que adianta, não posso fazê-lo.
Eu tentei antes e não consegui e não vou tentar agora.
Às vezes esquecemos que as circunstancias mudam na vida. Talvez já tentamos alcançar um alvo espiritual a alguns anos atrás mas não foi possível.
Será que ficamos pensando como o elefante:
eu já tentei e não consegui, e não posso faze-lo, não vou tentar de novo.
Certamente com o passar dos anos as circunstancias mudaram, crescemos espiritualmente, temos fé mais forte e mais experiência.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Natal! Uma Festa Pagã


1º) Porque a Bíblia não manda celebrar o nascimento.

2º) Porque Jesus não nasceu em 25 de Dezembro. Esta data foi designada por Roma numa aliança pagã no século IV. A primeira intenção era cristianizar o paganismo e paganizar o Cristianismo, de acordo com o calendário Judaico Jesus nasceu em Setembro ou Outubro.

3º) A igreja do Senhor está vivendo a época profética da festa dos tabernáculos, que significa a preparação do caminho do Senhor e, se você prepara o caminho para Ele nascer, não prepara para Ele voltar.

4º) O natal é uma festa que centraliza a visão do palpável e esquece do que é espiritual. Para Jesus o mais importante é o Reino de Deus que não é comida nem bebida, mas justiça e paz no espírito.

5º) Porque o natal se tomou um culto comercial que visa render muito dinheiro. Tirar dos pobres e engordar os ricos. É uma festa de ilusão onde muitos se desesperam porque não podem comprar um presentinho para os filhos.

6º) Porque esta festividade está baseada em culto à falsos deuses nascidos na Babilônia. Então, se recebemos o Natal pela Igreja Católica Romana, e esta por sua vez recebeu do paganismo, de onde receberam os pagãos? Qual é a origem verdadeira?
O Natal é a principal tradição do sistema corrupto, denunciado inteiramente nas profecias e instruções bíblicas sob o nome de Babilônia. Seu início e origem surgiu na antiga Babilônia de Ninrode! É verdade, suas raízes datam de épocas imediatamente posteriores ao dilúvio!
Ninrode, neto de Cão, filho de Noé, foi o verdadeiro ‘ fundador do sistema babilônico que até hoje domina o mundo – Sistema de Competição Organizado – de impérios e governos pelo homem, baseado no sistema econômico de competição e de lucro. Ninrode construiu a Torre de Babel, a Babilônia primitiva, a antiga Nínive e muitas outras cidades. Ele organizou o primeiro reino deste mundo. O nome Ninrode, em Hebraico, deriva de “Marad” que significa “ele se rebelou, rebelde”.
Sabe-se bastante de muitos documentos antigos que falam deste indivíduo que se afastou de Deus. O homem que começou a grande apostasia profana e bem organizada, que tem dominado o mundo até hoje. Ninrode era tão perverso que se diz que casou-se com sua mãe, cujo nome era Semíramis. Depois de sua morte prematura, sua mãe-esposa propagou a doutrina maligna da sobrevivência de Ninrode como um ente espiritual. Ela alegava que um grande pinheiro havia crescido da noite para o dia, de um pedaço de árvore morta, que simbolizava o desabrochar da morte de Ninrode para uma nova vida.
Todo ano, no dia de seu aniversário de nascimento ela alegava que Ninrode visitava a árvore “sempre viva” e deixava presentes nela. O dia de aniversário de Ninrode era 25 de dezembro, esta é a verdadeira origem da “Árvore de Natal”!
Por meio de suas artimanhas e de sua astúcia, Semíramis converteu-se na “Rainha do Céu” dos Babilônicos, e Ninrode sob vários nomes, converteu-se no “Divino Filho do Céu”. Por gerações neste culto idólatra. Ninrode passou a ser o falso Messias, filho de Baal: o deus-Sol. Nesse falso sistema babilônico, “a mãe e a criança” ou a “Virgem e o menino” (isto é, Semíramis e Ninrode revivivo), transformaram-se em objetos principais de adoração. Esta veneração da “virgem e o menino” espalhou-se pelo mundo afora; o presépio é uma continuação do mesmo, em nossos dias, mudando de nome em cada país e língua. No Egito chamava-se lsis e Osiris, na Ásia Cibele e Deois, na Roma pagã Fortuna e Júpiter, até mesmo na Grécia, China, Japão e Tibete encontra-se o equivalente da Madona (minha dona ou minha senhora), muito antes do nascimento de Jesus Cristo!

7º) Esta festa não glorifica a Jesus pois quem a inventou foi a igreja católica romana, que celebra o natal diante do ídolos (estátuas). Jesus é contra a idolatria e não recebe Adoração dividida.

8º) Porque os adereços (enfeites) de natal são verdadeiros altares de deuses da mitologia antiga (que são demônios).

Árvore de Natal – é um ponto de contato que os demônios gostam. No ocultismo oriental os espíritos são invocados por meio de uma árvore. “de acordo com a enciclopédia Barsa, a árvore de natal é de origem Germânica, datando o tempo de São Bonifácio, foi adotada para substituir o sacrifício ao carvalho de ODIM, adorando-se uma árvore em homenagem ao Deus menino.” Leia a Bíblia e confira em Jeremias 10.3,4; I Reis 14.22,23; Deuteronômio 12.2,3; II Reis 17.9,10; Isaías 57.4,5; Deuteronômio 16.21 e Oséias 4.13.
As velas acendidas – faz renascer o ritual dos cultos ao deus sol.
As guirlandas – são símbolos da celebração memorial aos deuses, significam um adorno de chamamento e legalidade de entrada de deuses.
A Bíblia nunca anunciou que Jesus pede guirlandas, ou que tenha recebido guirlandas no seu nascimento, porque em Israel já era sabido que fazia parte de um ritual pagão.
O presépio – seus adereços estão relacionados diretamente com os rituais ao deus-sol. É um altar de incentivo à idolatria, é uma visão pagã. A Palavra de Deus nos manda fugir da idolatria (I Coríntios 10.14,15; Gálatas 5.19,21).
Papai Noel – é um ídolo, um santo católico chamado Nicolau, venerado pelos gregos e latinos em dezembro, sua figura moderna é a de um gnomo boxexudo e de barba branca. O gnomo de acordo com o dicionário Aurélio é um demônio da floresta.
Troca de presentes – na mitologia significa eterizar o pacto com os demônios (deuses).
Ceia de Natal – um convite à glutonaria. Nas festas pagãs ao deus-sol o banquete era servido meia-noite.

9º) O natal de Jesus não tem mais nenhum sentido profético pois na verdade todas as profecias que apontavam para sua primeira vinda à terra já se cumpriram. Agora nossa atenção deve se voltar para sua Segunda Vinda.

10º) A festa de natal traz em seu bojo um clima de angústia e tristeza, o que muitos dizem ser saudades de Jesus, mas na verdade é um espírito de opressão que está camuflado, escondido atrás da tradição romana que se infiltrou na igreja evangélica, e que precisamos expulsar em nome de Jesus!


“Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas”. (Ap.2:29).

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

TRADUÇÕES CONTEMPORÂNEAS DOS DEZ MANDAMENTOS

I Não terás outros deuses
Não crerás na existência de outros deuses, senão de Deus.
Não explicarás o universo senão em relação a Deus.
Não terás outro critério de verdade senão Deus.
Não te relacionarás com pseudodivindades, senão com Deus.
Não dependerás de falsos deuses, senão de Deus.
Não terás satisfação em nada que exclua Deus.
II Não farás imagens
Não tratarás como Deus o que não é Deus.
Não compararás Deus com qualquer de suas criaturas.
Não atribuirás poder divino a qualquer das criaturas de Deus.
Não colocarás nenhuma criatura entre ti e o teu Deus.
Não diminuirás Deus para que possas compreendê-lo ou dominá-lo.
Não adorarás qualquer criatura que pretenda representar Deus.
III Não tomarás o nome do teu Deus em vão
Não dissociarás o nome da pessoa de Deus.
Não colocarás palavras na boca de Deus.
Não te esconderás atrás do nome de Deus.
Não usarás o nome de Deus para te justificares.
Não te relacionarás com uma idéia a respeito de Deus, senão com o próprio Deus.
Não semearás dúvidas respeito do caráter e da identidade de Deus.
IV Lembra-te do sábado
Não deixarás de dedicar tempo exclusivamente para Deus.
Não deixarás de prestar atenção em Deus.
Não deixarás de descansar em Deus.
Não derivarás teu valor da tua produtividade.
Não tratarás a vida como tua conquista.
Não deixarás de reconhecer que em tudo dependes de Deus.
V Honra teu pai e tua mãe
Não negarás tua origem.
Não terás vergonha do teu passado.
Não deixarás de fazer as pazes com tua história.
Não destruirás a família.
Não banalizarás a autoridade dos pais em relação aos filhos.
Não deixarás teu pai e tua mãe sem o melhor dos teus cuidados.
VI Não matarás
Não tirarás a vida de alguém.
Não tirarás ninguém da vida.
Não negarás o perdão
Não farás justiça com tuas mãos movidas pelo ódio.
Não negarás ao outro a oportunidade de existir na tua vida.
Não construirás uma sociedade que mata.
VII Não adulterarás
Não farás sexo.
Não farás sexo na imaginação.
Não farás sexo virtual.
Exceto com teu cônjuge.
Não te deixarás dominar pelos teus instintos físicos.
Não terás um coração leviano e infiel.
Não te satisfarás apenas no sexo, mas te realizarás acima de tudo no amor.
VIII Não furtarás
Não vincularás tua satisfação às tuas posses.
Não te deixarás dominar pelo desejo do que não possuis.
Não usurparás a propriedade e o direito alheios.
Não deixarás de praticar a gratidão.
Não construirás uma imagem às custas do que não podes ter.
Não pensarás só em ti mesmo.
IX Não dirás falso testemunho
Não dirás mentiras.
Não dirás meias verdades.
Não acrescentarás nada à verdade.
Não retirarás nada da verdade.
Não destruirás teu próximo com tuas palavras.
Não dirás ter visto o que não vistes.
X Não cobiçarás
Não viverás em função do que não tens.
Não desprezarás o que tens.
Não te colocarás na condição de injustiçado.
Não desdenharás os méritos alheios.
Não duvidarás da equanimidade das dádivas de Deus.
Não viverás para fazer teu o que é do teu próximo, mas do teu próximo o que é teu.
fonte:http://rotaj.blogspot.com

Versiculo

Versículo 30: Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.
(Gálatas 5.22)

Famoso ator Johnny Depp grava música com letra ofensiva a Jesus


O ator Johnny Depp é o centro de uma polêmica envolvendo uma música cuja a letra fala de um Jesus bêbado e ladrão. A canção, gravada por Depp com a banda Babybird, faz parte do álbum “The Pleasures of Selg Destruction” (em tradução livre, “Os prazeres da autodestruição), gerou protestos de entidades cristãs, que pedem que a música seja banida das emissoras de rádio.
A letra relata uma aventura de adolescentes que vão a uma boate e encontram um sósia de Jesus, que gosta de beber e dirige um carro furtado. Segundo o Gospel Prime, durante a narrativa da música, acontece um incidente e o sósia de Jesus morre, e é aí que os personagens adolescentes descobrem que se tratava do verdadeiro Jesus.
O porta-voz da conhecida associação “Christian Coalition” classificou a letra como blasfema e criticou o ator. “Tenho certeza que ele acha que está sendo muito engraçado, mas é simplesmente uma vergonha. Um dia, Johnny Depp e seus amigos terão de enfrentar o julgamento de nosso Senhor e eles vão queimar no inferno por essa sujeira”, afirmou Lee-Douglas.
A Focus on the Family, outra importante associação inglesa divulgou nota reprovando o envolvimento de Johnny Depp no que classificou de “canção terrível”. A nota afirma ainda que a canção era uma ofensa: “Estamos enojados com o comportamento de Mr. Depp. Por que ele precisa gravar esta canção? É um tapa na cara para os cristãos de todo o mundo”.


a musica pode nao ser de Johnny Depp mas...ele participou foi coerente, é como um crime, você pode ser indiciado se tiver participação, ele errou e errou feio, tantas coisas louvavel pra se esaltar, por que será que, o que é maldito ruim, que degrada, que destrói, sao mais bem vistas? cante pra esaltar o amor nao o odio nem a intolerância muito menos o desrespeito.
Romilldo

fonte: gospelmais

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

IGREJA DO ANTICRISTO JÁ NO BRASIL


666miranda 1 300x235 IGREJA DO ANTICRISTO JÁ NO BRASIL
Um alerta a Igreja Brasileira. Já está funcionando em onze estados do Brasil o Ministério Crescendo em Graça, mas antes que o leitor pense que se trata de uma Comunidade Evangélica um alerta. Trata-se de uma comunidade criada pelo porto-riquenho José Luis de Jésus Miranda, que prega falsas doutrinas e tem como número 666 como algo positivo e em muito dos casos tatuando isto no corpo de seus fiéis.
Desconhecido de muitos brasileiros, a atuação da comunidade muito forte no exterior que propaga falsas doutrinas ganhou destaque nesta terça-feira, dia 22, durante o programa A Liga, na Rede Bandeirantes. No jornalístico foi mostrado os bastidores do Ministério fundado pelo ex-pastor pentecostal José Luis de Jesús Miranda, no início dos anos 80 em Miami, Florida, onde tem seu centro principal de operações.
assista o vídeo!
Em alguns momentos com uma celebração muito semelhante a de uma igreja evangélica, a tal seita recusa todos os escritos que não sejam os de Paulo, porque são os únicos que contêm a verdadeira mensagem do Evangelho. Também proclamam que a existência de Satanás é um mito e não aceitam o sacramento do batismo e da Ceia. Seu líder que se intitula Jesus Cristo dos Homens tem ódio dos católicos, por conta de suas provocações José Luís de Jesús Miranda foi proibido de entrar em El Salvador, Honduras e Guatemala.
Com unidades na Bahia, Ceará,Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Roraima, São Paulo e Sergipe o grupo pretende ampliar atuação no restante do país. Um perigo a todos que crêem no evangelho puro e verdadeiro.,
fonte: a noticia gospel

Culto ao dinheiro


A pastora Rozane Cunha fez um vídeo, onde glorifica o poder da semente (dinheiro dado pelos fiéis) para a resolução de todo o tipo de problemas e a vitória financeira. A dita pastora, que compra horário no programa do Silas Malafaia aos sábados e é citada no blog Verdade Gospel


Há algumas semanas, o Ministério Transforme Seu Mundo (TSM), dos pastores Rozane e Altomir Cunha, têm colocado em seu programa semanal de tv (arrendado do colega Pr. Silas Malafaia) na Rede TV um vídeochamado “Semente”, onde mostram, numa edição que objetiva emocionar e manipular os telespectadores, a importância e o poder da tal “Lei da Semeadura ou da Colheita”. Essa lei tem sido divulgada nacionalmente nos programas do papa gospel da Teologia da Prosperidade, o Malafaia em pessoa. Enfim, disponibilizamos o tal vídeo, com alguns comentários inclusos, que realçam passagens bizarras da explanação da pastora. É de chorar, é muito triste, mas mostra como os demônios podem se travestir de anjos de luz, ensinando abertamente heresias como se fossem algo divino e maravilhoso. Atentem para as imagens positivas e o tom de voz da pastora, escolhidos para dar uma ênfase espiritual e de bondade e amor à tal falsa doutrina. Tristes esses dias em que vivemos, onde presenciamos o amor de muitos, ao próximo e a Deus, esfriar. E onde observamos crescer, na mesma medida, o amor ao dinheiro e aos tesouros aqui da terra.





fonte: a noticia gospel

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Feridas de um amigo


“Leais são as feridas feitas pelo que ama, porém os beijos de quem odeia são enganosos” (Provérbios 27:6). Elogios não identificam necessariamente os amigos, nem a crítica sempre vem dos inimigos. Lembre-se de Judas que beijou o Senhor – e o traiu. Alguns dos elogios mais elaborados e melosos que já recebi vieram dos meus inimigos – muitas vezes associados a uma dor cortante nas costas, onde entrou a faca! Alguns dos comentários mais desagradáveis, doloridos e de murchar o meu ego sobre mim e meu trabalho vieram dos meus melhores amigos. Um inimigo contará a todos que você tem mau-hálito; um amigo talvez te dê refrescante bucal para você experimentar. Oh, como a crítica dói! Como ela nos faz sentir! Mas quando a dor do orgulho ferido ceder, você perceberá que era um favor. Ignorar o problema jamais teria ajudado. Você não teria o seu amigo para agir de outra maneira – apesar de precisar de um tempo para agradecer pela “ferida” que ele causou. É difícil agradecer um dentista enquanto ele está furando o dente!
Interesse genuíno na alma causa preocupação em um amigo que observa o meu caminho se afastar de Deus. Uma dura bronca pessoal – “tu és o homem” (2 Samuel 12:1-7) – pode ser necessária para me colocar nos eixos. É melhor sofrer com uma ferida temporária que a perda eterna. Eu me tornarei, então, o seu inimigo porque te conto a verdade? (veja Gálatas 4:16).
Porém, um amigo não acha prazer em causar tais feridas. Eu fico ressentido com o médico que sorri enquanto mexe num lugar dolorido! Eu sei que ele tem que fazer isso, mas não gosto de pensar que ele gosta disso! É fácil demais tornar uma crítica profissional e perpétua de tudo e de todos–se deliciar por achar falhas. Certamente tal atitude não é uma virtude e evidentemente raramente traz proveito para alguém. Um inimigo mira a sua flecha para destruir e machucar; um amigo jamais faz isso. Os nossos pais nos corrigiram. As marcas velhas nos “traseiros” não objetivavam a nossa destruição mas foram feridas de amor para o nosso proveito.
E há o outro lado da moeda – ser um amigo. Nem sempre é fácil. A amizade é mais do que visitas sociais, compartilhar refeições e aproveitar o companheirismo um do outro. É se preocupar o suficiente para fazer o que for preciso – independentemente de quanto a tarefa for desagradável.
A dura carta de correção aos coríntios de Paulo foi escrita “no meio de muitos sofrimentos e angústias de coração ... com muitas lágrimas ... para que conhecêsseis o amor que vos consagro em grande medida” (2 Coríntios 2:4). Paulo se preocupou a respeito de escrever a carta e como ela seria recebida, mas ele se alegrou quando soube do seu arrependimento (2 Coríntios 7:6). A sua atitude e as suas ações provaram a sua amizade.
Por que será que muitas vezes nós evitamos as tentativas de restaurarmos os perdidos (Gálatas 6:1). Sabemos que devemos, sabemos que seria uma bondade. Não é fácil! Por que não raciocinamos com os nossos vizinhos que não são cristãos? Alegamos ser amigos mas ignoramos a sua necessidade maior – a salvação do pecado. Receiamos dizer, “Temo que você estará perdido”. Ficamos quietos e os deixamos ir, sem incômodos, ao inferno. Que tipo de amigo faria assim?

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Qual será o segredo dos casamentos duradouros?


Na verdade, cada um cria a sua fórmula especial, um bom casamento deve ser criado.
No casamento, as pequenas coisas são as grandes coisas.
É jamais ser muito velho para dar-se às mãos.
É lembrar de dizer "te amo", pelo menos uma vez ao dia.
É nunca ir dormir zangado.
É proferir elogios e ter capacidade para perdoar e esquecer.
É proporcionar uma atmosfera onde cada qual possa crescer na busca recíproca do bem e do belo.
É saber ouvir com atenção, sem interromper.
É mostrar admiração e confiança, interessando-se pelos problemas e atividades do outro.
É perguntar:
O que o atormenta? O que o deixa feliz? Por que está aborrecido?
É ser discreto, sabendo o momento de deixar o companheiro a sós para que coloque em ordem seus pensamentos.
É distribuir carinho e compreensão, combinando amor e poesia, sem esquecer galanteios e cortesia.
É ter sabedoria para repetir os momentos do namoro. Aqueles momentos mágicos em que a orquestra do mundo parecia tocar somente para os dois.
É ter cuidado no linguajar, é ser firme, leal.
É ter atenção além do trivial; um novo corte de cabelo, uma vestimenta diferente, detalhes pequenos, mas importantes.
É cultivar o desejo constante de superação.
É responder dignamente e de forma justa por todos os atos.
É ser grato por tudo o que um significa na vida do outro.
É não só casar-se com a pessoa certa, mas ser o companheiro perfeito.



Ao lermos essa mensagem pensamos, como é fácil no papel e como é difício na convivência. Mas o amor real, por manter as suas raízes no equilíbrio, vai se firmando dia a dia, através da convivência estreita.
O amor, nascido de uma vivência progressiva e madura, não tende a acabar, mas amplia-se, uma vez que os envolvidos passam a conhecer vícios e virtudes, manias e costumes de um e de outro. 



O equilíbrio do amor promove a prática da justiça e da bondade, da cooperação e do senso de dever, da afetividade e advertência amadurecida.
E quando mais próximos de Deus o casal estiver, mais próximo um do outro estarão.

... Quem ama valoriza
... Quem ama compreende
... Quem ama apóia
... Quem ama supera as crises
... Quem ama se cuida
... Quem ama se compromete
Amar é tudo..

O amor vence o ódio


O dono de uma empresa gritou com o administrador, porque estava aborrecido naquele momento. O administrador chegou em casa e gritou com sua esposa, acusando-a de gastar muito, ao vê-la com um vestido novo. A esposa gritou com a empregada porque ela quebrou um prato. A empregada deu um pontapé no cachorro porque ele a fez tropeçar O cachorro saiu correndo e mordeu uma senhora que passava pela alameda, porque ela estava em frente à porta de saída. Essa senhora foi ao hospital para vacinar-se contra a raiva e gritou com o médico, porque doeu quando ele aplicou a vacina. O jovem médico chegou em sua casa e gritou com a sua mãe, porque a comida não era de seu agrado. 


A mãe acariciou seus cabelos dizendo-lhe: Filho querido, amanhã farei tua comida favorita. “Tu trabalhas muito, estás cansado e necessitas de uma boa noite de sono. Vou trocar as roupas de tua cama por outras bem limpas e perfumadas, para que descanses com tranqüilidade. Amanhã te sentirás melhor". Em seguida lhe abençoou e saiu do aposento, deixando-o sozinho com seus pensamentos… 


Neste momento, interrompeu-se o CÍRCULO DO ÓDIO, porque chocou-se com a TOLERÂNCIA, o PERDÃO e o AMOR. Se entraste em um CÍRCULO DE ÓDIO, lembra-te que com tolerância, e disposição ao perdão e sobretudo, com amor, podes rompê-lo. E isso deixaria o mundo com menos violência!


fonte: http://www.eradomilagre.com

Versiculo


Todavia também vós, cada um de per si, assim ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie a seu marido. 
Efésios 5:33

Não deixe o amor esfriar



E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos.” (Mt.24.12)
O mundo tem clamado por paz e promovido inúmeras campanhas para alcançá-la, no entanto continua patrocinando o pecado, a fim de favorecer a união entre os homens. Corpos cansados da guerra e carentes da “paz de Deus, que excede todo o entendimento” (Fp.4.7), desfalecem na luta por nada que possa levá-los à uma vida abundante e eterna, enquanto perdem tudo que Deus prometeu aos fiéis. Almas sem rumo, necessitadas da “da água da vida” (Ap.7.17) que só Cristo tem para dar. Esforços são dedicados em vão e o mundo continua se deteriorando, pois “os homens, para serem verdadeiramente ganhos, precisam ser ganhos pela verdade” (C. H. Spurgeon; http://www.monergismo.com/livros2/spurgeon/artigos/frases.htm).
Independente da forma como você compreenda o texto de Mateus 24, (preterista ou futurista) tenho por certo que concordará que o amor “de quase todos” se esfriou em nossa geração, tanto quanto ocorreu no primeiro século da era cristã. O modo de vida humano, nas ultimas décadas, tem sido tão hipócrita e mesquinho quanto o comportamento dos Escribas e Fariseus, no desprezo pelos necessitados; e tão bárbaro e cruel quanto os governantes e soldados romanos, na opressão dos fracos e indefesos.
Há violência por todos os lados e “a destruição e a violência estão diante de mim; há contendas, e o litígio se suscita” (Hc.1.3). As casas estão protegidas com cercas elétricas, os carros andam com os vidros fechados, as pessoas não levam mais seus pertences ao saírem. E, muitas outras prevenções são tomadas por causa da violência que assola as ruas.
No entanto, a violência explícita nas ruas não é a única forma de se revelar o esfriamento do coração humano pecador, pois, também, “todo aquele que odeia a seu irmão é assassino” (1 Jo.3.15). Sua maledicência pode ter iniciado uma série de eventos pecaminosos em cadeia, levados à diante por outros muitos corações vazios de amor e cheios de si mesmos. Um simples olhar indiferente e “ohomem perverso mostra dureza no rosto” (Pv.21.29), metralhando a vítima faminta do outro lado da janela do carro. Mãos se cansam de ficar estendidas, esperando a caridade de corações quem não sabem mais o que amar. Religiosos “atam fardos pesados e difíceis de carregar e os põem sobre os ombros dos homens” (Mt.23.4), porém não sabem o que significa: “misericórdia quero e não holocaustos” (Mt.12.7).
Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito, não o desprezarás, ó Deus” (Sl.51.17). O Cristianismo é mais que mente, é coração também. Não se trata do coração enganoso do homem, mas do coração descrito na Palavra de Deus. Um coração novo, cheio de amor, compaixão, misericórdia, paciência, benignidade, verdade, bondade, mansidão, hospitalidade, serviço e negação de si mesmo, pronto para dar a vida pelos irmãos.
O capitalismo, em sua estrutura fria e calculista tem influenciado muitos cristãos a olharem para a igreja como uma empresa, conduzindo-a como gerentes, sem nenhum senso do que significa: “misericórdia quero e não holocaustos” (Mt.9.13). Patrões cristãos têm tratado seus funcionários como instrumentos de lucro, sem nenhuma compaixão ou atenção às suas necessidades pessoais, quando deveriam tratar o irmão na fé “não como escravo; antes, muito acima de escravo, como irmão caríssimo” (Fm.1.16).
O mesmo partidarismo existente em Coríntios, e que levou o apóstolo Paulo a exortá-los “que faleis todos a mesma coisa e que não haja entre vós divisões; antes, sejais inteiramente unidos, na mesma disposição mental e no mesmo parecer” (1 Co.1.10), é a razão de cismas constantes na cristandade. Enquanto eles diziam: “Eu sou de Paulo, e outro: Eu, de Apolo” (1 Co.3.4), hoje, muitos outros dizem: Eu sou de Calvino, e outro: Eu, de Lutero, além de muitos outros nomes, deixando “evidente que andais segundo os homens” (1 Co.3.4). E, com isto, se mostram “Guias cegos, que coais o mosquito e engolis o camelo!” (Mt.23.24).
Cristo disse aos Seus discípulos: “Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros” (Jo.13.35). O amor entre os irmãos é marca fundamental no reconhecimento da igreja de Cristo. No entanto, o amor Bíblico dificilmente é citado de forma evidente como marca da igreja verdadeira.
Assim, como esta geração deixou de buscar o “Reino de Deus e a Sua justiça” para buscar em seu lugar as “demais coisas” (Mt.6.33), também o amor, vindo de Deus, tem sido trocado pelo egoísmo do coração pecador. Como é possível amar a Deus que não se vê, enquanto se despreza o irmão que convive em seu meio? (1 Jo.4.20) Afinal, o que se pode dizer da vida cristã sem o amor, pois “se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. Se não tiver amor, nada serei. Se não tiver amor, nada disso me aproveitará” (1 Co.13.1,2,3).
fonte: voxscripturae

Versiculos





Teólogo americano alerta sobre as mensagens ocultas nos filmes de Harry Potter



Ted Baehr pediu aos pais e professores para que cuidem das crianças para que elas não tenham acesso a esse conteúdo
O estudioso Dr. Ted Baehr, presidente da Comissão Cristã de Filme e Televisão nos EUA, chamou atenção da sociedade para o conteúdo do filme Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2. Ele afirma que o filme, que estreou na última sexta-feira, 15, traz lições de bruxaria, ocultismo e falsa religião.
“O capítulo final para as histórias de Harry Potter, como os livros, contém alguns elementos alegóricos evidentes aos cristãos. Mas, a versão do filme altera ligeiramente o confronto final entre o herói e o vilão para torná-lo ainda mais em um espetacular confronto entre dois mágicos feiticeiros”, disse Baehr.
Baehr, teólogo e estudioso da Bíblia, destacou que Deus condena veementemente a bruxaria e a feitiçaria em Deuteronômio 18:10-13.  Além do mais, acrescenta Baehr, “o povo de Deus não fala ou consulta os mortos, e é exatamente o que acontece no final do filme Harry Potter”.
Ele diz que o outro problema do filme é uma linha de diálogo sugerindo que as pessoas merecedoras serão recompensadas. “Isso vai contra os ensinamentos cristãos. A Bíblia diz que todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus (Rm 3.23), e que Jesus Cristo morreu por nossos pecados, sendo nós ainda pecadores (Rm 5.8)”.
O teólogo faz uma alerta para todo cristão, especialmente pais, professores, religiosos e líderes nos meios de comunicação de massa,  dizendo que eles devem e guardar os corações e mentes das crianças e adolescentes de falsas ideias e do mal que pode levar à destruição do comportamento.
fonte Gospel Prime

Serie Milagre aconteceu comigo: parte 02





Testemunho: Ex-mãe-de-santo Gilmagna 



Gilmagna tem um testemunho interessante! O testemunho mostra que desde muito cedo Deus já deixou claro que tinha um plano em sua vida, assim como Ele tem algo para todas as pessoas, embora muitos não queiram dar ouvidos...

Aos seis anos de idade ela começou seus estudos seculares, conheceu uma menina crente da mesma idade que sempre dizia: “Bom dia, Jesus te ama!”. Durante 05 anos a “crente” dizia para Gilmagna que Deus tinha um plano na vida dela.

Por fim ela não suportava mais a crente lhe importunando... Procurava um forma de fugir dela e não ter que ouvir sua pregação. Entrava na sala, contava piada de crente, zombava e ria da crente que pra ela pregava.

Num daqueles dias, sua amiga crente chegou dizendo que Deus lhe havia falado pela madrugada uma mensagem, e que ela deveria entregar, então disse:

“Você zomba e critica por que não o conhece, mas Deus tem uma chamada que não é em vão e Ele vai te salvar, tem contigo uma palavra e que você medite nela: Tu vai descer num vale, neste vale não terás amigos nem dinheiro, e a morte vai te enfrentar frente a frente. Quando estiver frente a frente com a morte, lembra que tem um amigo que te ama e o nome dele é “JESUS dos crentes”.”

Dias depois Gilmagna adoeceu, passou a ter ataques epiléticos, ia em todos os médicos, gastava dinheiro e o problema somente se agravava. Após um ano buscando uma solução, seus pais a levaram em um centro de Umbanda e Quimbanda, tentando resolver a situação.

Lá disseram que ela tinha “chamada para ser mãe de santo”. Ficou lá durante um ano treinado e aprendendo a fazer obras malignas, que ela mesma conta no áudio. Mas conforme ainda narra, "a palavra e a promessa de Deus não se perdeu..."

Gilmagna se aperfeiçoou dentro da Umbanda, casou-se e montou um centro de Umbanda dentro de sua própria casa, se aprofundando no ocultismo cada dia mais.

Deus começou a trabalhar na vida de Gilmagna de diversas formas, pouco a pouco passou a convencê-la de que estava no caminho errado, provando que pra Deus não existe causa perdida ou impossível, e que quem faz a obra é o Espírito.

Mais tarde Gilmagna se viu praticamente obrigada a se entregar a Deus, seu último filho nascera com hidrocefalia e estava morrendo. Gilmaga havia feito tudo quanto podia e nada fazia a criança melhorar... Foi quando lembrou-se de Jesus e alcançou a libertação da doença.

A história completa você poderá conferir no testemunho, não vou contar mais por que é um pouco extenso (50min), mas com certeza vale a pena ouvir e conferir todos os detalhes!

Peço que deixem seus comentários a respeito do testemunho. Não se esqueçam de divulgar o site para seus amigos, passando o testemunhos para outras pessoas!



Download: Testemunho Ex-mãe-de-santo Gilmagna – exclusivo

Fiquem com Deus, Jesus Te Ama!



fonte: http://www.caminhogospel.com


através desse salmo o senhor falou ao meu coração 


Louvai ao SENHOR. O minha alma, louva ao SENHOR.
Louvarei ao SENHOR durante a minha vida; cantarei louvores ao meu Deus enquanto eu for vivo.
Não confieis em príncipes, nem em filho de homem, em quem não há salvação.
Sai-lhe o espírito, volta para a terra; naquele mesmo dia perecem os seus pensamentos.
Bem-aventurado aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio, e cuja esperança está posta no SENHOR seu Deus.
O que fez os céus e a terra, o mar e tudo quanto há neles, e o que guarda a verdade para sempre;
O que faz justiça aos oprimidos, o que dá pão aos famintos. O SENHOR solta os encarcerados.
O SENHOR abre os olhos aos cegos; o SENHOR levanta os abatidos; o SENHOR ama os justos;
O SENHOR guarda os estrangeiros; sustém o órfão e a viúva, mas transtorna o caminho dos ímpios.
O SENHOR reinará eternamente; o teu Deus, ó Sião, de geração em geração. Louvai ao SENHOR. 


fonte: http://www.bibliaonline.com.br